sábado, 8 de julho de 2017

Carta Missionária (XVI)


Minha doce Cida,
Escrevendo do eremitério de onde estou por uns dias.
Fui chamada a outra missão. É um "grátis" vitalício!
Rezo muito por vocês todos aí. Estou sem hesitações e sem preocupações.
Sinto-me responsável a corrsponder ao Dom Divino e confiar muitíssimo no Auxílio de Nossa Senhora. Sinto-a  perto de mim de uma maneira toda especial.
Transmita minhas lembrnaças  a todos.
Que carta mais linda! Vejo que você está ansiosa por meu retorno.
Agora, estou novamente de partida.
Mando-lhe uma foto que você vai apreciar.
Tendo você perto em meu coração e na oração todos os dias.
Nos veremos em breve. 



sexta-feira, 30 de junho de 2017

Carta Missionária (XV)


Estou feliz e, por favor, fique teranquila. Tudo saiu bem. Reze por nós. Comem oramos meu aniversário. 
Agora, vou dormir porque estou cansada.
Boa noite, querida!
Amanhã tenho o dia livre para oração e responder correspondências atrasadas.
Quanto ao que me falou, devo ser sincera: não finja ser feliz no casamento.
Sabe o Mário, homem idoso, sozinho, em busca de uma criatura que o ajudasse espiritualmente para toda vida? Ele fez um verdaderio casamento por motivo de saúde e idade dele.
Não se angustie, como um problemas financeiros. Abandone-se a Divina Providência!
Se vocês foram à falência, o pouco que lhe resta arrisquem a ser felizes.
Procurarei estar presente no casamento da Lara.
É  tão belo estar aqui!
Neta noite, eu me levantei e fiquei um pouco à sós com Jesus. Não é tempo perdido... creia!
Um abraço bem forte com Ele.